Orixá - Logun Edé

 

img oxossi

Ela deu a luz a um menino e o pôs em cima de um lírio e ali o deixou indo embora. Iansã passando viu a criança e sabia que era de Oxum, pegou e criou Logunedé. Iansã o ensinou a caçar e a pescar, vivendo com ela durante muito tempo.

Certo dia Logunedé saiu para caçar. Quando estava no topo de uma cachoeira, olhou para baixo e viu uma linda mulher sentada nas pedras, tomando banho e se penteando. Ele ficou fascinado pela beleza desta mulher. Aí ele desceu e ficou olhando-a escondido. Oxum com seu abebe (espelhinho), viu que havia um homem a observando. Virou o abebe para ele. Neste momento Logunedé se encantou e caiu nas águas em forma de cavalo marinho. Iansã quando soube, correu atrás se Oxum e disse a ela que aquele menino que ela havia encantado era seu filho, Logunedé. Que um dia havia deixado em cima de um lírio. Oxum desfez o encanto e disse que a partir daquele dia Logunedé, viveria seis meses na terra com o pai, comendo da caça e seis meses viveria com a mãe, comendo peixe.

 

Estava Oxossi o rei da caça a caminhar por um lindo bosque em companhia de sua amada esposa Oxum, dona da beleza da riqueza e portadora dos segredos da maternidade. Quando Oxum avista um lindo menino que estava à beira do caminho a chorar, encontrando-se perdido, Oxum de pronto agrado, acolheu e amparou o garoto, onde surgiu nesse exato momento uma grande identificação, entre ele, Oxum e Oxossi.

Durante muitos anos Oxum e Oxossì, cuidaram e protegeram-lhe, sendo que, Oxum procurou durante todo esse tempo a mãe do menino, porém sem sucesso, resolveu te-lo como próprio filho.

 

O tempo foi passando e Oxossì, vestiu o menino com roupas de caça e ornamentou-o com pele de animais, proveniente de suas caçadas. Ensinou a arte da caça, de como manejar e empunhar o arco e a flecha ensinou os princípios da confraternidade para com as pessoas e o dom do plantio e da colheita, ensinou a ser audaz e a ter paciência, a arte e a leveza, a astúcia e a destreza, provenientes de um verdadeiro caçador.

Oxum por sua fez, ensinou ao garoto o dom da beleza, o dom da elegância e da vaidade, ensinou a arte da feitiçaria, o poder da sedução, a viver e sobreviver sobre o mundo das águas doces, ensinou seus segredos e mistérios. Foi batizado por sua mãe e por seu pai de Logunedé, o príncipe das matas e o caçador sobre as águas.

Viveu durante anos sobre a proteção de pai e mãe, tornando-se um só, aprendendo a ser homem, justo e bondoso, herdando a riqueza de Oxum e a fartura de Oxossì, adquirindo princípios de um e princípios de outro, tornando-se herdeiro até nos dias de hoje de tudo que seu pai Oxossì carrega e sua mãe Oxum leva.

 

 

 


Fonte: Texto extraído da Casa da Oxum

Don't have an account yet? Register Now!

Sign in to your account