Capítulo 8 – Conversando com Deus

Tempo de leitura: 5 minutos

Um incrível milagre havia acontecido na vida do Alencar, foi essa a mensagem que recebi por WhatsApp: “Silvia, aconteceu um milagre e estou muito feliz. Te conto na sessão.”

Fiquei feliz por ele e profundamente curiosa em saber o que havia acontecido.

No horário combinado ali estava ele, sentado bem a minha frente, com um ar sereno como jamais havia visto. Para minha surpresa, fui eu a primeira a falar:
─ Recebi sua mensagem e fiquei muito feliz. Posso saber qual foi o milagre?
─ Silvia, eu fui conversar com o padre da minha Paróquia. Abri meu coração pra ele no confessionário, dizendo tudo o que me afligia a alma, inclusive sobre os passos errados que eu havia dado fora do casamento.

Nesse momento, percebi que ele estava um pouco mais agitado e continuou:
─ Fiquei muito surpreso quando ele disse que Deus perdoa aqueles que verdadeiramente se arrependem dos seus atos, desde que, não o façam mais e que a fé, encontra-se no lugar em que meu coração sentir a presença do Criador, porque Deus é Pai e caso a minha fé estivesse tênue como a mais fina linha de seda, sendo misericordioso, Deus não têm pressa, porque sabe que a lei do amor, me levará ao encontro dele!

Disse também, que Nosso Senhor disse que não veio para os Santos, mas para os pecadores e nem veio para os salvos, mas para as ovelhas perdidas. Deus me quer como humano, para que eu tenha como objetivo a perfeição. Depois pediu para que eu fizesse minhas orações e disse ainda que onde quer que meu coração me levasse, estaria sempre disposto a me ouvir e ajudar, porque a partir daquele momento, eu me voltei ao Criador.

Saí dali aliviado, com o coração feliz e pedi a Deus em minhas preces ainda dentro da igreja, que se existisse um outro caminho que me levasse até ele de alma, que estaria nas mãos dele me colocar em algum lugar. Eu tinha um almoço de negócios e meu diretor já me aguardava, foi quando vi uma senhora cair na frente do meu carro e agradeci muito, porque estava devagar e nada aconteceu à ela, mas fui socorrê-la.

Juntaram algumas pessoas a nossa volta, avisei ao diretor que ia me atrasar e parti rumo ao Pronto Socorro. Lá ela foi atendida e desmaiou, dada uma queda de pressão. Começamos a conversar enquanto aguardávamos o médico liberá-la.

─ Qual o seu nome Sra.?
─ Me chamo Elvira, Sr….
─ Alencar, pode me chamar assim, que bom que a senhora está bem, poderia ter acontecido uma tragédia. Ela me olhou com um ar muito doce, senti amor naqueles olhos e me disse:

─ Eu sabia que nada iria acontecer, fui avisada logo cedo que encontraria um homem hoje, necessitado de ajuda, de renovação de fé e do reencontro com Deus, e eis que surge o senhor na minha frente. Logo fomos chamados ao ambulatório, onde ela recebeu alta e o médico pediu, para que ela se alimentasse melhor e qualquer problema, voltasse a procurá-lo.

Voltando pra casa!

Fiz questão de levá-la pra casa e paramos em frente a um Centro Espírita e fui logo perguntando: ─ A senhora mora aqui?
─ Sim meu filho, moro nos fundos. Não sei como agradecê-lo, mas posso oferecer-lhe uma xícara de chá e um bolo muito bom que faço de maçã. Eu estava curioso e com fome, por isso pedi para que meu diretor tomasse as providências necessárias, porque eu não voltaria mais ao escritório naquele dia.

─ A senhora não tem o que agradecer, mas vou aceitar sua xícara de chá e um pedaço do seu bolo de maçã. Passamos por um corredor e ao fundo, numa bela casa, com um lindo jardim e pomar, com uma cozinha onde as panelas pareciam um espelho, ela rapidamente foi ao jardim colheu algumas ervas e preparou-me um chá delicioso, tendo ao fundo um sabor de aniz. Criei coragem e resolvi perguntar:

─ Dona Elvira, a senhora me disse que sabia que iria encontrar-me hoje? Como assim?

─ Filho, ao fazer minhas preces pela manhã, o meu querido mentor que é um Preto-Velho de nome Benedito, avisou-me e assim sucedeu.

Eu sou médium, tenho facilidade para me comunicar com os espíritos e eles comigo, agora mesmo você tem ao seu lado uma senhora bem clara que pede para lhe dizer que tudo ficará bem, mas que é preciso cuidar da sua parte espiritual e que Deus está cuidando de você e se permitido, ela também. Diz se chamar Beatriz.

Confesso que quem teve a pressão a menos zero fui eu, tamanho o susto que tomei ao ouvir aquela senhora que nunca tinha me visto antes, dizer o nome da minha falecida mãe, não consegui me conter e comecei a chorar convulsivamente. Pensei rapidamente, será que estou sendo enganado? Mas ao mesmo tempo, pedi perdão a Deus porque eu havia pedido em oração na igreja, que me mostrasse um outro caminho e ali estava eu.

Seu celular tocou inesperadamente, ele pediu licença e foi embora com pressa.

Se você ainda não viu o primeiro episódio, clique aqui

Constatei também com minha vivência e experiência profissional, que quando nos entregamos de corpo e alma as forças superiores, recebemos a resposta. Você pode se sentir sózinho(a) para essa jornada e é por esse motivo, que caso necessite de ajuda profissional, poderá contar sempre comigo.

E ainda, caso você queira conhecer como ajudei o Alencar nesse processo de auto conhecimento, clique aqui

Ou deixe o seu comentário abaixo, será um prazer respondê-lo(a). E não se esqueça que para receber as atualizações do blog, é só assinar a minha newsletter. Continue acompanhando essa surpreendente trajetória!

Te espero no próximo Artigo! Capítulo 09 – Renovando as esperanças! – Até lá!!

Capítulo 8 – Conversando com Deus
5 (100%) 1 voto

1 comentário


  1. Oi Silvia tudo bem?
    Incrível como estou em muitos momentos a proximidade com o Alencar. Tambem estou precisando saber viver sozinho, a dificuldade é muito grande, algo que nunca pensei passar a vida é um constante aprendizado. Nunca entendi o verdadeiro sentido das palavras LUTO e CARÊNCIA, agora sinto na minha pele.
    É mais uma que tenho que aprender. Confio em DEUS em primeiro lugar e na grande ajuda dos meus amigos espirituais, sei que vou conseguir.
    Abraço

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Inscrever-se na newsletter!