Qual o seu valor?

Tempo de leitura: 3 minutos

Nessa época do ano observo algumas pessoas comentarem que o ano passou muito rápido, que praticamente já acabou e que ao mesmo tempo, começam a avaliar seu desempenho. Relembram quais foram seus objetivos traçados no final do ano anterior e quais metas foram construídas e trilhadas, com foco no resultado.

É certo também que outras pessoas fogem desse tipo de confronto e preferem deixar para o final do ano suas análises e avaliações, embora algumas sejam conscientes, que não saíram do lugar rumo aos seus projetos. Entre enfrentar o medo de admitir conscientemente que você não fez o suficiente, ou que não fez o seu melhor e estagnou no meio do caminho, você prefere continuar reclamando e atribuindo sua procrastinação a falta de tempo, aos compromissos no trabalho, sociais ou familiares.

Segundo Albert Einstein: Tente ser uma pessoa de valor, não de sucesso! Isso significa que você busca o tempo todo uma vida equilibrada, com uma situação financeira estável e descobre com os inesperados acontecimentos do dia-a-dia, que não é bem assim que a vida funciona, porque você não pode controlar tudo ou todos. Temos obstáculos a ultrapassar, equilíbrio emocional a manter e é um erro nos compararmos com outras pessoas. Em meio a um turbilhão de críticas, comparações, medos, desafios e fixando seu objetivo com base no que os outros acham importante, você acaba se perdendo no meio do caminho, querendo agradar à todos, perde a noção sobre qual direção seguir.

Se isso acontece agora com você, fique no silêncio e ouça a sua voz interior que clama ser ouvida. Ouça a sua voz que diz que somos todos diferentes e que cada um de nós é um ser especial e que você deve seguir adiante, com base no que você acredita ser importante. Valorize-se como pessoa e valorize as pessoas mais queridas ao seu coração, pois sem elas a vida parece perder o sentido.

Aprenda a viver no aqui-agora, no tempo presente, faça o seu melhor agora e solte o passado que ficou distante, não desperdice sua energia com um futuro que ainda não chegou e que você já aprendeu, que não pode controlar.

Não desista ao perceber que é capaz de um esforço a mais, como dizia meu ilustre professor Damásio de Jesus, só não consegue quem desiste, porque quem persiste, consegue. Não tema concluir que você não é perfeito e também, não tenha medo de enfrentar riscos, pois só assim você saberá do quão grande você é capaz de ser, ao colocar em prática toda a sua experiência e capacidade, que é única.

Não trancafie aquele que você acredita ser o amor da sua vida, porque para manter o amor é preciso dar-lhe asas. Use o tempo e as palavras de forma prudente e construa uma vida melhor.

Agora, confiante na sua capacidade em retomar o seu caminho, sentindo-se fortalecido e amparado pela sua voz interior e por forças universais que zelam por você, dê vida ao seu objetivo e recomece de onde parou, organize-se e vá em direção ao que você almeja. Tudo está ao seu alcance, acredite!

Entendo pela minha experiência profissional, que por vezes nos sentimos em meio ao caos. Por isso, caso necessite de ajuda profissional pode contar comigo, ou deixe seu comentário abaixo, será um prazer respondê-lo(a). “E não se esqueça” que para receber as atualizações do blog, é só assinar a minha newsletter.

Qual o seu valor?
5 (100%) 2 votos

2 Comentários


  1. Muito interessante o texto! Precisamos mesmo dar mais valor a nós mesmos e pensar no momento presente, pois o futuro ainda não existe!

    Responder

    1. Boa tarde Eliane!
      Construímos nosso futuro no momento
      presente, porque tudo começa e termina
      em nós. Gratidão!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Inscrever-se na newsletter!